897 — SOGIST apoia arranque de empresas tecnológicas

Nov 4, 2002 | Conteúdos Em Português

Se tem uma ideia ou projecto de negócio inovador na área das novas tecnologias, mas não sabe muito bem por onde começar, a solução do seu problema poderá passar pela SOGIST, Sociedade de Incubação Sectorial, S.A . Esta Incubadora foi criada por duas associações e instituições do ensino superior do norte do país, com o intuito de “disponibilizar o ambiente e os recursos necessários ao crescimento acelerado e sustentado de empresas start-up ligadas ao sector das novas tecnologias”, explica a SOGIST em comunicado.

A SOGIST “disponibiliza, numa primeira fase, financiamento em espécie às empresas incubadas”. Para isso, basta que os promotores apresentem “um projecto credível, que deve ter como horizonte de concretização entre um a dois anos ”, explica. As empresas apenas podem estar incubadas por um período de três anos.

De momento a SOGIST tem seis empresas incubadas , mas tem capacidade para albergar doze. Com um edifício próprio desde o início do ano, esta sociedade de incubação criada em Julho de 2000, disponibiliza não só o espaço físico e meios logísticos às empresas incubadas, como também ajuda a definir o seu plano de negócios, e apoia as várias fases de financiamento.

As seis empresas incubadas na SOGIST actuam em áreas como: desenvolvimento de soluções de automação/software, soluções multimédia e comunicação online, Consultoria estratégica e sistemas de informação, criação e manutenção de conteúdos de informação, entre outros.

A SOGIST, com sede no Porto, tem como accionistas a FIPP – Fundação do Instituto Politécnico do Porto (32 por cento), a Universidade do Porto (32 por cento), a PME Capital – Sociedade Portuguesa de Capital de Risco (30 por cento) e a ANETIE – Associação Nacional de Empresas das Tecnologias de Informação e Electrónica.

Patrícia Neca
([email protected])

2002-11-04

http://www.sogist.pt/

Notícias – Indústria